sábado, março 13, 2010

Dispensacionalismo: [bons] livros e autores

Há uma semana, após terminar o culto, o pastor da Missão com Adolescentes, na qual eu sirvo, pediu-me para orientar um rapaz sobre certas dúvidas concernentes à segunda vinda de nosso Senhor. Durante a conversa, pude reparar que além de uma mente investigativa e questionadora, o jovem irmão apresentava também dúvidas sobre certas assertivas que ele encontrara no decorrer de sua pesquisa, como por exemplo a questão da interpretação literal das parábolas de Cristo, a questão da existência ou não dos Illuminati e se Bento XVI é o último Papa.

Dentre tantas especulações e sensacionalismo oriundos dos mais diversos veículos evangélicos de cunho dispensacionalista, é mais do que necessário ter bons autores, conhecidos por seu testemunho e credibilidade bíblica e exegética, que são conhecidos não por especulações e explicações super-detalhadas sobre a Segunda Vinda, mas por uma análise bíblica e sensata do assunto. Dentre estes autores, três destacam-se como recomendação:


- Erwin Lutzer:

Pastor Sênior da Moody Church (igreja de D. L Moody), Erwin Lutzer é conhecido por ser um escritor com livros publicados sobre os mais diversos tópicos, onde destacam-se Quem é Você para Julgar?, publicado pela CPAD e A Fraude do Código Da Vinci e Os Brados da Cruz, publicados pela editora Vida.
Porém não há como deixar de citar a obra A Cruz de Hitler(Vida), considerado como um de seus melhores livros, sendo inclusive vencedor do prêmio ABEC e da Gold Medalion. Na obra, Lutzer faz excelentes comparações sobre o governo de Hitler e do Anticristo, além de introduzir como poucos historiadores, os fatores filosóficos, econômicos, sociais e teológicos que levaram a Alemanha a se tornar uma das nações mais pagãs da época. O livro também conta com fotos que enriquecem a leitura e faz um alerta sobre o perigo do liberalismo teológico sendo introduzido dentro da igreja atual, da mesma forma como aconteceu na Alemanha do início do século XX e prenuncia a apostasia que virá pouco antes do retorno de Nosso Senhor. Leitura quase que obrigatória tanto para historiadores quanto para cristãos leigos e teólogos.


- John Macarthur:

Por muitas vezes considerado um calvinista inconsistente por abraçar o pré-milenismo e pré-tibulacionismo em sua teologia, John Macarthur escreve com sabedoria bíblica e profundidade exegética. Em seu Livro A Segunda Vinda (CPAD), além de fazer uma bela análise do Sermão das Oliveiras e da parábola das Dez Virgens, também combate o Hiperpreterismo, o qual afirma que não haverá um retorno físico de Cristo a terra, Macarthur mostra que a doutrina cristã ortodoxa do retorno físico de Cristo essencial para a boa saúde da igreja. Outro fator importante é que a obra combate o sensacionalismo criado em estabelecer uma data para a volta de Cristo. Leitura excepcional para os amantes do tema.

Norman Geisler:

Conhecido por sua apologética e pela interrelação que faz entre cristianismo e filosofia, Norman Geisler possui em seu acervo excelentes defesas em favor do Pré-milensimo. Uma obra que fala de forma clara e sucinta sobre isso, sem perder a profundidade, além de falar sobre os mais variados tópicos é sua Enciclopédia de Apologética (Vida), ideal para aqueles que procuram responder de forma bíblico-racional para os críticos da fé cristã.


Há muitos outros autores, todavia, creio eu que esses são os principais e que expõem de forma mais simples a doutrina da Segunda Vinda, sem o apelo sensacionalista que anda muito em voga quando se fala em um assunto como esse. Tais obras são ideais para iniciantes e experts neste tão profundo e maravilhoso tema.

Cristo está Voltando!

Soli Deo Gloria

2 comentários:

Gutierres Siqueira disse...

Victor,

Importantes indicações. Mesmo não sendo dispensacionalista, vejo que é necessário distinguir os estudiosos sérios dos especuladores de quinta categoria.

Abraços

Filósofo João Emiliano disse...
Este comentário foi removido pelo autor.