terça-feira, março 03, 2009

CGADB 2009: Reflexões


Nestes dias onde cada vez mais a tensão aumenta no ambiente eclesiástico assembleiano, eis que surge(e desaparece) um blog polêmico: O CGADB News onde de forma supostamente imparcial, porém recheado de tendenciosismos sutis, postava várias notícias sobre as eleições e bastidores da CGADB.

Porém, repentinamente ele é tirado do ar, pensando sobre isso e outros fatores que compõe essa eleição, não há como tecer alguns comentários.

Sobre o CGADB News achei muito estranho seu repentino desaparecimento e sinceramente a meu ver foi uma falta de caráter muito grande alguém proferir críticas sem mostrar a cara. Eu e Gutierres fomos muito criticados ao escrever o artigo dando o perfil dos dois candidatos,porém demos a nossa cara a tapa e buscamos ser firmes e bíblicos em nossas opiniões.
O CGADB era tendencioso, porém de forma bastante sutil e extremamente irônica(senão cínica). Seja lá como for ele serviu para nos dar o exemplo de uma coisa: O retrato das atuais relações assembleianas: Politicagem, rivalidade e bem pouca reflexão sadia.
Creio piamente na frase de Lloyd-Jones: a corrupção de uma igreja começa com a liderança.

Não é somente o senhor que anseia por uma reforma institucional, mas para isso é necessário ter zelo por Deus e sua Palavra, integridade e muita CORAGEM.

Muitos possuem várias qualidades, mas a coragem de se arriscar não é uma delas. Concordo com um comentário proferido pelo irmão Daladier em um comentário no blog do pastor Geremias; nesse tão grande Brasil, como é que só dois candidatos concorrem à eleição presidencial? Cadê a coragem de outros para se canditar? E a coragem para confrontar tais erros? Tais tipos de homens são poucos e infelizmente escassos no meio assembleiano.

Que Deus nos ajude!

Soli Deo Gloria

P. S :Este artigo foi composto e adaptado de comentários que fiz no blog Point Rhema e do pastor Altair Germano

12 comentários:

Ednaldo disse...

Realmente triste.

Antigamente os pastores da AD clamavam pelo poder de Deus, agora brigam pelo poder dos homens.

Ednaldo.

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro Vitor Leonardo,
A Paz do Senhor!
Concordo com sua reflexão totalmente, no entanto, quero apenas ressaltar que com as novas regras eleitorais, a menos que sejam mudadas, a cada dia vai ficar mais difícil novas lideranças, até porque não basta querer ou ter condições morais e espirituais, é também necessário ter condições financeiras para enfrentar uma campanha a nível nacional, coisa para bem poucos ministros das Assembléias de Deus.
Só mesmo pedindo direção a Deus sobre essa situação.
Em toda caso, a reflexão é muito bem vinda.
Um grande abraço!
Pr. Carlos Roberto

Lucas Marin disse...

Cadê a DIREÇÃO DE DEUS pra poder pleitear a presidência da CGADB?

Tiago 4
13 Eia, agora, vós que dizeis: Hoje ou amanhã, iremos a tal cidade, e lá passaremos um ano, e contrataremos, e ganharemos.
14 Digo-vos que não sabeis o que acontecerá amanhã. Porque que é a vossa vida? É um vapor que aparece por um pouco e depois se desvanece.
15 Em lugar do que devíeis dizer: Se o Senhor quiser, e se vivermos, faremos isto ou aquilo.
16 Mas, agora, vos gloriais em vossas presunções; toda glória tal como esta é maligna.

Penso que, antes de faltar coragem nos homens de Deus, falta DIREÇÃO DE DEUS e outra coisa muito bem ressaltada no mesmo livro de Tiago:

Tiago 4:6 Antes, dá maior graça. Portanto, diz: Deus resiste aos soberbos, dá, porém, graça aos humildes.

A Paz do Senhor Jesus seja convosco!

Juber Donizete Gonçalves disse...

Victor,

Aquela frase de Jesus: "Entre vós não será assim", está sendo terrivelmente ignorada hoje. Postei um texto sobre a Assembleia de Deus e a eleição da CGADB. Dá uma passada lá depois.

Abraço.

Marcelo Oliveira disse...

Caro Leonardo, a paz do Senhor!

É realmente triste ver um pleito realizado dentro da nossa amada AD nos mesmos moldes das eleições seculares.

Perfis anônimos e blogs criados somente para denegrir a imagem de alguns candidatos servem apenas para manchar a imagem da igreja e não edifica ninguém.

Que o Senhor levante em nosso meio
pessoas comprometidas com Sua palavra, Sua igreja e não esqueçam da missão precípua da igreja que é ganhar almas (Mt 28.18-19)

Pastor Geremias Couto disse...

O pastor Carlos Roberto, como se diz na linguagem popular, acertou na mosca: nomes há que poderiam ser candidatos, mas como, diante dos métodos e custos elevados de uma campanha introduzidos desde a última eleição?

Eu não me atreveria, a não ser que Deus me desse a segurança de não ser massacrado pelo "rolo compressor". Assim como eu, há outros também.

Abraços, meu irmão e amigo.

Gutierres Siqueira disse...

Victor e amigos,

Precisamos de uma reforma institucional. Mas quem irá promover tal reforma? Infelizmente não temos visto isto nas agendas dos candidatos a esse pleito.
Só não perco as esperanças por ser cristão, mas a cada dia que passa parece que a coisa(o dito sistema) não anda!
Bom seria se tivéssemos vários nomes concorrendo essas eleições. Mas como lembrando pelo pastor Carlos Roberto, as condições não permitem.

Mas ainda sim, sonho com reais mudanças. Não para agora, mas num futuro próximo.

james disse...

“... agora brigam pelo poder dos homens.”

“... condições financeiras para enfrentar uma campanha a nível nacional”

“... Cadê a DIREÇÃO DE DEUS...”

“... nos mesmos moldes das eleições seculares.”


Alguém já cogitou da real necessidade (orgulho, posição superior, soberba, presunção, poder paralelo) de uma CGADB (qual seria o orçamento anual desta empreitada??) onde reúne diversas correntes teológicas e doutrinárias, e nunca se chega a uma única posição bíblica, onde todos (AD’s) em comum sigam um mesmo caminho???

PB.JAILSON TRAJANO disse...

Concordo com o irmão Gutierres mas também precisamos de uma transformação de corações,onde disse um certo homem que deu sua vida por nós,que deixou sua glória,aniquilou-se a si mesmo: Onde esta o teu coração também estará o teu tesouro.
http://jailsontrajano.blogspot.com/2009/02/luta-pelo-poder.html

Victor Leonardo Barbosa disse...

Olá Ednaldo, a Paz do Senhor!
É extremamente lamentável tal atitude de muitos pastores dentro do meio eclesiástico. Motivados por uma meninice acima do normal(diga-se de passagem que talvez a palavra correta seja pecado) acabam por gerar grandes danos espirituais para a maior denominação evangélica do Brasil.


Olá pastor Carlos! A Paz do Senhor!

Obrigado por sua participação neste espaço. Eu compreendo que talvez seja muito difícil para alguém hoje se candidatar, mas sinceramente a meu ver ainda persiste realmente a falta de coragem para tal ato, ou talvez até mesmo o desânimo ao contemplar tão grande peleja e retaliação que vai enfrentar. Mas aí é que está: tentar é melhor do que não fazer nada. Obrigado por sua valiosa participação e continue conosco. Um grande abraço!

Olá Lucas!

Muito obrigado por sua participação neste espaço(que, salvo engano, parece ser a primeira). Realmente falta grandemente a direção de Deus, e sinceramente creio que isso se dá pela falta de compromisso com Ele, algo que é propiciado pelo amor ao dinheiro, poder, fama ou outras coisas. Continue participando aqui no GQL. Um forte abraço!

Pastor Juber,

Dei uma passadinha lá e vi o quão oportuna foi a sua participação neste assunto. As questões que o senhor apresentou são genuinamente pertinentes.

Victor Leonardo Barbosa disse...

A paz do Senhor, irmão Marcelo!

Obrigado por sua primeira participação neste espaço. É simplesmente lamentável que haja total falta de ética cristã nestes casos. Junto-me a sua prece. Um forte abraço!

Olá pastor Geremias, a Paz do Senhor!
Como falei com o pastor Carlos, é extremamente compreensível ver as dificuldades de alguém poder se candidatar. Ouso afirmar também que dificilmente alguém que se candidatasse com parcas condições hoje seria eleito.
porém também creio que não poderia ser tão impossível alguém divulgar sua campanha por meios alternativos de comunicação, juntamente com um bom planejamento estratégico e é claro, muita oração e testemunho cristão( um bom apoio também é importantíssimo). Que Deus lhe abençoe grandemente amado!

Grande Gutierres, a Paz do Senhor!

Não há dúvidas amigo que a situação está caótica. É por demais necessário que surja uma terceira via para as próximas eleições. Não quero dar a entender que precisamos de um "Barack Obama pentecostal", que crie tantas expectativas e apareça como a total resolução dos problemas assembleianos. Mas que pelo menos haja um bom suporte teológico, doutrinário e moral. Além de, é claro, alguém bem articulado e que possua uma boa equipe teológica.

Olá irmão James!
Não há dúvida que o pecado (n e todas as suas manifestações) não pode ser menosprezado no atual meio pentecostal. infelizmente.

Olá Pb Jailson!

Obrigado por sua primeira participação neste espaço. o que posso dizer sobre seu é comentário é: concordo totalmente!
Abraços e paz do Senhor!

Joao Cruzue disse...

.

Oi irmão Victor

Passei para deixar meu abraço e apreciar o trabalho franco e honesto que os responsáveis pelo GQL desenvolvem.

O que foi que deu errado com esta nova geração de ministros assembleianos? Com raras e abençoadas exceções, por que estão quase todos desassocegados por um simples pleito? Acaso um espírito de carnal levou fermento ao Espírito Santo, e a AD vai ceifar uma derrota em Vitória? Que cizânia, que curioso paradoxo!

Por que será que as coisas chegaram a este ponto, considerando alguns relatos que vêm da capital capixaba?

Por outro lado, sinceramente, não tenho me preocupado com isto. A União de Blogueiros Evangélicos, cujo piano estou ajudando a carregar, chegou aos 3.000 afiliados em 14 de abril passado, e se Deus nos guardar do fermento farisaico, em julho próximo chegaremos aos 4.000 sem problemas. A America Latina está começando a chegar na UBE. Com essas boas coisas acontecendo, juro que nem estava pensando em CGADB

Irmão João Cruzué/Blog Olhar Cristão

Parabéns pelo conteúdo do Blog.


.