segunda-feira, novembro 30, 2009

Vale a pena ler...

Em 2009, comemorou-se o 70° aniversário da Segunda Grande Guerra. Milhares de revistas e artigos foram escritos, além de muitos livros serem publicados. Não como esquecer um fato que tão grande impacto causou na história da humanidade. Dentro deste contexto, milhares de best-sellers foram escritos sobre tão forte conflito, sendo a maioria abordando o nazismo, os combates, a crueldade da ideologia fascista.
Porém dentro desse bojo há livros que se consagraram por sua tocante e profunda história, como um retrato vivo do horror da guerra. Dentre esses destacam-se A Lista de Schindler, O Diário de Anne Frank e O Refúgio Secreto.

A Lista de Schindler - um herói do Holocausto, escrito por Thomas Keneally, vemos a história do empresário alemã Oskar Schindler, que arriscou sua própria vida para proteger a vida de seus empregados judeus em Cracóvia. O livro, relata, de forma tocante, o sacrifício de um homem (membro do partido nazista) em favor do povo judeu. O livro, escrito em 1982, é baseado nos relatos dos schindlerjuden( os Judeus de Schindler) e tiveram contato pessoal com Schindler. Com aguda precisão histórica, o livro não perde o fôlego por ser escrito em uma narrativa ágil, em estilo de romance, relatando toda a fúria nazista contra pessoas inocentes. Em 1993, o livro foi adaptado para o cinema. Dirigido por Steven Spielberg, o filme fez grande sucesso e foi vencendor de 7 oscars, incluindo o de melhor filme. No livro, há detalhes importantes(principalmente com relação à pessoa de Schindler) e relatos que não estão inclusos no filme.

O Diário de Anne Frank relata a dor e o sofrimento da judia Anne frank, que relata em seu diário sua dificil convivência dentro de um esconderijo secreto da Holanda ocupada pelos soldados nazistas. No livro, vemos o amadurecimento de Anne, o despertar da paixão, o amor pelo pai e as richas com a mãe e outros hóspedes do esconderijo. A perspectiva do livro é dramática do início ao fim. Anne morreu no campo de concentração em Bergen-Belsen, pouco antes do fim da segunda guerra, em 1945, de febre Tifo. Seu pai foi o único sobrevivente e publicador de seu diário, que depois teve uma nova edição, devido a ter se achado um novo fragmento do diário de Anne. O livro provoca profunda reflexão ao ver tão jovem vida sendo ceifada devido ao terror da guerra.


Em O Refúgio Secreto, vemos a história de Corrie teen Bom, cristã reformada, que junto com sua família na Holanda, foi responsável pela proteção de vários judeus em um quarto secreto, construido pela resistência holandesa. Tal ato heróico, acalentou grandes sofrimento e conseqüencias à vida de Corrie e toda a sua famíla. Presa com seu pai e sua irmã, foi levada à prisão, campos de concentração e por último de extermínio, sofrendo todo o tipo de humilhação, sofrimento e injustiça. Corrie apoiou-se, nesse período, apenas em uam coisa: A bondade de um Deus Soberano e bom, que faz todas as coisas para o louvor de sua glória. Seu testemunho impactou milhares de crentes por todo o mundo e serviu como incentivo à perseverança aos crentes que viviam na chamada Cortina de Ferro. O livro, escrito a partir das memórias de Corrie dadas a John e Elizabeth Sherril é um belissímo testemunho de fé em meio ao sofrimento e é considerado um clássico evangélico.


Tais livros são muito mais que breves entretenimento, mas verdadeiros relatos e testetmunhos de um dos períodos mais conturbados e cruéis da humanidade, mas que, ainda que mergulhados em densas trevas, há sempre a Luz e cuidado de Deus, onde se demonstra não simplesmente uma bondade humana, mas a providência santa de Deus, testificada através dos sofrimentos e perseverança de homens e mulheres que tiveram seus nomes gravados nos relatos de tão difícil e duro conflito. Que possamos aprender com tais exemplos,e que possamos aprender a confiar na bondade divina, no Deus que tanto nos amou, a tal ponto que deu seu único Filho para morrer por nós. O retrato mais claro do sofrimento. Testemunho este no qual todos os que sofrem possam confiar.

Soli Deo Gloria

3 comentários:

Mario Sérgio disse...

Boas indicações! Realmente são obras necessárias para dar entendimento desse tempo.
Deus abençoe!

Victor Leonardo Barbosa disse...

Olá irmão Mário! A paz do Senhor!

Realmente tais livros são não somente importantes, mas para mim quase leituras obrigatórias quando o assunto é segunda guerra( do ponto de vista do relato de testemunhas oculares).

Obrigado pela participação neste espaço e Deus o abençoe!

Filipe disse...

Ao assistir o filme Lista de Schindler, fui muito tocado pelo amor de Deus expresso na vida daquele homem, que foi grandemente usado para que o povo não morresse por completo.
Nunca me esquecerei das palavras dele em um dos moemntos finais, dizendo que poderia ter vendido e carro, os anéis e outros bens, talvez com isso pudesse ter salvado mais uns 4 ou 5 judeus.
É muito amor.