domingo, dezembro 30, 2012

Você vive do passado?



A nossa vida é feita de momentos. Cada escolha que já tomamos bem como as que ainda tomaremos influenciam e até mesmo definem o nosso constante vir a ser. Embora vivamos no presente, tanto o nosso passado concreto quanto o nosso futuro esperado estão diante de nós – aquele, por meio da memória; e este, por meio da espera [1].

Dessa forma, quer queiramos ou não, diariamente ou, para ser um pouco mais exato, quase instantaneamente estamos lidando com o passado. A memória é incrível, pois ela consegue trazer à tona o presente de fatos passados – inclusive os antiquíssimos – como se estivessem acontecendo no agora. Alguns deles são legais, empolgantes e que nos trazem felicidade à medida que os recordamos; como: o dia em que conhecemos a garota de nossas orações, o ano em que obtivemos nota dez em todas as avaliações de matemática da escola, o natal em que descobrimos que um de nossos melhores amigos estava noivo ou as antigas aulas de escola dominical vividas com os irmãos da igreja, dentre inúmeros outros exemplos.

Entretanto, existiram fatos passados que lutamos para não recordá-los. Quando eles vêm à nossa mente (muitas vezes repentinamente), esforçamo-nos para esquecê-los – quem sabe apagá-los de nossa memória. E tudo isso é devido à malignidade de tais fatos. É o nosso pecado, repleto de concupiscências carnais em ação, que é refletido nesta parte de nosso passado. É o nosso velho homem que está lá, bem diante de nossos olhos – por meio da memória.

Sem dúvida alguma, o inimigo de nossas almas luta para que desanimemos em nossa caminhada cristã através das lembranças de nosso passado pecaminoso. É como se ele nos dissesse: “não adianta ler a Bíblia e orar agora, olhe para o seu verdadeiro eu...” – e então começasse a lançar em nosso rosto as inúmeras ofensas a Deus que já cometemos na vida. O diabo quer que vivamos o nosso presente baseados nos pecados anteriormente cometidos, para que não encontremos razão para vivermos para a glória de Deus agora e no futuro.

Mas graças a Deus pelo glorioso Evangelho de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo que nos faz viver, não sob o jugo de nosso passado pecaminoso, e sim debaixo da santa e justa obra consumada por Cristo em nosso favor. Eis o que a Palavra de Deus nos afirma seguramente:

“Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; e eis que tudo se fez novo” (2 Co 5.17).

“Àquele que não conheceu pecado, o fez pecado por nós; para que, nele, fôssemos feitos justiça de Deus” (2 Co 5.21).

“[...] E Deus escolheu as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são para aniquilar as que são; para que nenhuma carne se glorie perante ele. Mas vós sois dele, em Jesus Cristo, o qual para nós foi feito por Deus sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção; para que, como está escrito: Aquele que se gloria, glorie-se no Senhor” (1 Co 1.28-31).

“Sendo, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus por nosso Senhor Jesus Cristo; pelo qual também temos entrada pela fé a esta graça, na qual estamos firmes; e nos gloriamos na esperança da glória de Deus” (Rm 5.1,2).

Portanto, como cristãos, temos de diariamente, e a cada instante, viver do passado. Não daquele sujo e imundo realizado por nós quando não conhecíamos a Deus, mas sim do perfeito e imaculado realizado pelo Senhor Jesus Cristo o qual é imputado a nós pela fé. De modo que constantemente sejamos animados por Deus para perseverarmos em Seu santo caminho; para que vivamos o nosso presente baseados na obra de Cristo: a grande razão para vivermos para a glória de Deus agora e no futuro.

Que Deus seja glorificado.

Nota:
[1] Agostinho. Confissões. – São Paulo: Paulus, 1997. – (Patrística ; 10). Pág. 349.

3 comentários:

Mario Sérgio disse...

É verdade! Jamais podemos esquecer do que Cristo fez por nós. O cristianismo é a religião da memória, onde as lembranças da obra de Jesus Cristo, são constantemente avivadas através dos hinos, leituras e pregações.

Feliz 2013! Vida longa ao GQL!

Noemi disse...

VISITANDOLES NUEVAMENTE DESDE EL SALVADOR CENTROAMERICA, DESDE MI BLOG www.creeenjesusyserassalvo.blogspot.com
RECIBAN MUCHISIMAS BENDICIONES

Nilton Rodolfo disse...

Muito obrigado Mario Sérgio! Que Deus abençoe a ti, tua família e o Memórias das Assembleias de Deus! Feliz 2013 meu irmão. Um grande abraço.