segunda-feira, junho 18, 2007

O Mundo que Eu Vi...




Lá estava eu em pleno estádio do mangueirão, em Belém, "curtindo" a grande festa da Igreja Evangélica Assembléia de Deus, esperando receber a Palavra do Senhor e celebrar o aniversário de minha denominação de bom grado.


De inicio fiquei maravilhado com músicas abençoadas do compositor Kalebe e Marcos Nascimento. Porém, já no final, lá estava ele, o popstar Marco Feliciano pregando sobre Ezequiel 1:1. Nunca tinha visto uma pregação de Feliciano pessoalmente. O que vi foi uma mensagem antropocêntrica, onde a mais falada frase não era "Jesus", mas sim o "você". E ainda: "Quem não pula, grita...não é legítimo pentecostal!!!" será que ser pentecostal se resume a isso? Ou melhor, será que ser cristão evangélico, protestante, filho da reforma, se resume a isso? Infelizmente há muitos males debaixo do sol, e pesam muito sobre os homens, e os pentecostais não são uma excessão.Dons só são um importantíssimo acréscimo. O que mais interessa é o fruto. Não se pode confundir uma manifestação do Espirito Santo, como línguas, profecias, etc, com um pular e gritar desenfreado e sem base bíblica, que nada mais é do que uma reação ao toque do Espirito, se é que essas pessoas são realmente tocadas.


John Stott falou essas sábias palavras:"Parece que as pessoas pensam que a principal evidência do Espirito Santo é o barulho"[levemente parafraseada]. Essa palavras são sábias e precisam ser consideradas.


Quando saí, vi vários "pagodeiros de Cristo" sambando e fazendo coisas semelhantes perto de vendedores sem camisa vendendo churrasquinho.


Eu pensei na hora em Stefan Zweig com seu celébre livro "O Mundo que Eu Vi". Apesar do livro não estar relacionado com esse comentário, acredito que o seu título serve para falar de uma dura realidade nos meios pentecostais de hoje.


Se não nos cuidarmos de perseverar na fé e na sã doutrina, chegaremos aos nosso cem anos com uma identidade totalmente descaracterizada do pentecostalismo clássico, muito mais próxima do neopentecostalismo com suas confissões positivas, seus superastros, suas heresias.


Gostei da postura que o pastor José Welligton tomou logo após se tornar líder da convenção novamente, para o pastor a identidade da Asembléia de Deus deverá ser mantida. Esse dever não é somente dos pastores, mas também dos membros. Porque senão, amargaremos um trágico futuro.


E nossos filhos colherão os frutos.


Que Deus nos proteja de ser esse o mundo pentecostal que eles verão.


Soli Deo Glória.

6 comentários:

Carlos Roberto Silva, Pr. disse...

Parabéns pelo Artigo.
Sou nasacido na Assembléia de Deus, hoje, pela misericórdia de Deus sou Pastor, porém, muito preocupado com esse pentecoste show, de confissão positiva e de prosperidade.
O Pentecoste verdadeiro é fruto de arrependimento e confissão, e como resultado testemunho cristão verdadeiro.
www.pointrhema.blogspot.com

Gutierres Siqueira, 18 anos disse...

Realmente Vitor, tenho a mesma preocupação com a nossa identidade assembleiana, que não se resume a usos e costumes e sim ao corpo doutrinário do Pentecostalismo Clássico. Me dói no coração, ouvir frases do tipo: "Essa é só para pentecostal que crer!"-´Será que o pentecostal é um crédulo cego? ou frase famosos como: "Pentecostal que não faz barulho está com defeito de fabricação!" Só diz isso quem não conhece a história do pentecostalismo.
Lembro-me das palavras do pr. Estevam Ângelo de Sousa, um dos maiores líderes assembleianos do Século XX, ele dizia: "Lata vazia faz muito barulho!". Palavras sábias!

Gutierres Siqueira
www.teologiapentecostal.blogspot.com

Victor Leonardo Barbosa disse...

Obrigado irmãos pelo apoio. É bom ver que nessa caminhada, não estamos sozinhos.

obs:peço desculpa por alguns erros de digitação, pois fiz com pressa e o teclado do cyber não ajudava.

Abraços.

Victor Leonardo Barbosa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pasica20 disse...

Victor Leonardo,

Sugiro um maior espaçamento entre as publicações para termos mais tempo para ressonância. Os temas são muito bons, vale a pena gastarmos mais tempo em cada um deles.
Pr Paulo Silvano

Victor Leonardo Barbosa disse...

também estava vendo isso pastor Paulo, me desculpe, realmente vou deixar mais tempo para haver ressonância para o blog.

Soli Deo Glória.