quarta-feira, junho 13, 2007

O Novo Relativismo Cristão


A cerca de dois séculos atrás, a Cristandade
Européia viu a teologia liberal começar a tomar posse da igreja cristã. Milhares de pastores, na tentativa "bem-intencionada" de preservar a Verdade Cristã decidiram misturá-la com o pensamento do mundo. O resultado disso foram heresias destruidoras, que levaram milhares de pessoas a se afastarem do Cristo do Novo Testamento.

Homens brilhantes como Bultman, Harnarck e Chardin decidiram não submeter-se e lutar pela doutrina bíblica do Cristo do Novo Testamento, que morreu na cruz em nosso lugar, sendo Deus feito Carne. Ao contrário, pregaram idéias mundanas como o "Cristo, o homem mais sábio que já existiu", a tese iluminista de Rosseau do "bom selvagem", invadiu os seminários liberais alemães, só que, em vez da sociedade corromper a natureza do homem, o homem é que com sua boa natureza, devia mudar a sociedade com a Ação Social e aconselhar as pessoas com uma boa dose de psicologia freudiana.

O liberalismo passou para os Estado Unidos, onde denominações majoritárias como Presbiteriana e Anglicana aderiram a nova onda, algo que se reflete até hoje naquele país.

Outra coisa interessante de se notar é que o pensamento que "todos os homens bons vão para o céu", não importando a fé que professavam, afinal, criam no mesmo deus, porém de manifestações diferentes, também estava presente no liberalismo.

Então porque perder tempo buscar converter alguém? Cada um tem sua opinião, mas ainda assim, devemos nos unir para o bem da humanidade. Por mais contraditórias e anti-bíblicas que nossas opiniões possam ser.

O liberalismo foi sendo atacado por vários teólogos fudamentalistas e neo-ortodoxos. e acabou diminuindo cada vez mais nos Estados Unidos, na Europa a situação mudou, mas não tanto como no país norte-americano.

Hoje, em nosso país pós-moderno, essa mentalidade está voltando a se infiltrar na comunidade cristã contemporânea, porém de forma um tanto quanto nova. Hoje, não se pode falar com convicção ao rebanho de Deus sobre as verdades da Bíblia, pois pode haver dentro da congregação uma ovelhinha fraca, que pode se afastar do rebanho pela tristeza causada pelas doutrinas do Cristianismo. Falar contra os modismos litúrgico-teológicos então, Deus nos livre!!! cada um tem a sua opinião, falar de maneira convincente e tentar persuadir pela Bíblia alguém é a mesma coisa que imposição de alguma idéia da nossa cabeça. Por isso, que tal não falar sobre isso, afinal pode gerar controvérsias e discussões, então, vamos pôr para dentro do tapete tais coisas e deixar como está, afinal quem sabe, Deus é soberano e convença alguém em alguma hora. É, então vamos parar de evangelizar para não ofender as pessoas e quem sabe Deus a converta!!!

Onde estão os grande homens de Deus compromissados com a Sua Palavra, buscando agradar a Deus no máximo que puderem, anunciando aos outros todo conselho de Deus, amando-os e guardando-os das falsas doutrinas.

É dever de todo o Cristão buscar agradar a Deus, de forma que possamos viver para Sua glória e amar o rebanho. Por isso não deixemos de perseverar na fé, pois o nosso trabalho nunca é vão.

Que oremos para que o senhor prepare o solo dos corações que vamos trabalhar e que nós também possamos ser cooperadores de Deus nesse propósito. Basta plantar, regar e esperar e no tempo certo Deus trará os frutos.

Lembrete: a Palavra não volta vazia.

Soli Deo gloria.

3 comentários:

Pasica20 disse...

Parabens, ao meu ver, dentre os sites pentecostais, o GQL esta em primeiro lugar!

Pr Paulo Silvano

Victor Leonardo Barbosa disse...

Obrigado pastor Paulo, que Deus o abençoe e que a GQL continue sendo um vínculo de bençãos para o senhor e para outros irmãos. A Deus toda a glória!!!

Levi Bronzeado disse...

Caro Pastor

Fala-se muito em Relativismo. Nunca se criou tantos conceitos à respeito de como o outro age e interage. Temos que entender que nesta vida estamos empre em páscoa, isto é, em "passagem". Estamos sempre atravessando um mar vermelho de resistências, de inoperantes conceituações, de temores infundados. Nesse incessante caminhar, é naural que muitas idéias, muitos conceitos, muitos prejulgamentos vão ficando para trás. Se não quisermos avançar na renovação de nossos pensamentos, podemos ficar como a mulher de Ló (uma estátua, um coisa fixa ou imutável). Nesse sentido Cristo foi o primeiro "relativista". Foi o primeiro a dar uma nova visão de uma desconstrução contínua dos paradigmas do velho Judaísmo farisaico de sua época. A ruptura que Cristo fez valer na suposta e intocável "santa doutrina judaica" lhe valeu a morte de cruz; e Ele com muita sabedoria pediu perdão ao Pai pelos seus algozes, por não entenderem a sua mensagem de uma nova maneira de se relacionar com o Sagrado.
O que traduzimos hoje como um "cântico novo", com bases nos ensinamentos de Cristo, é pejorativamente taxado pelo conservadorismo evangélico, de "Relativismo".
"Pai perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem".

Graça e Paz,
Levi B. Santos

OBS: Sobre esse assunto leia no www.levibronze.blogspot.com - o texto: "O DEUS-OBJETO DA RELIGIÃO"