quinta-feira, dezembro 01, 2011

Eles perderam o milhão...


Ontem à noite eu assisti algo muito interessante. Eu havia acabado de tomar banho quando ouvi a seguinte pergunta feita na televisão: "Quem foi que recebeu os dez mandamentos no monte?" E as possíveis respostas eram: Davi, Salomão, Abraão e Moisés.

Esta pergunta foi feita no programa "Um milhão na mesa", e quando a ouvi disse para a minha mãe: "Isto só pode ser brincadeira. Todo mundo sabe isso!" Mas o casal que estava participando ficou em dúvida entre Moisés e Abraão, sendo que no final das contas eles apostaram R$660,00 em Abraão e R$340,00 em Moisés. E como todos vocês sabem, eles perderam R$660,00 por não saberem responder a esta pergunta que qualquer criança que frequente a Escola Bíblica Dominical sabe responder (assim espero).

Tal casal ainda teve que responder outras perguntas, mas lá pela quarta questão, eles haviam perdido tudo. Pois bem, façamos algumas reflexões a partir deste caso lastimável:

A ignorância bíblica em nosso meio é gritante! Até as histórias mais famosas da Bíblia são desconhecidas pelas pessoas. E tal ignorância envolve os não-cristãos, e tem grassado entre os cristãos. E isso traz à minha mente algo muito importante para avaliarmos:

Como está o nosso trabalho com crianças? Neste pequeno comentário só gostaria de dizer o seguinte: Não podemos mais permitir que as crianças sejam desprezadas em nossas igrejas. E isto implica em algo bem simples: parar de colocar um monte de professores despreparados para ensinar as crianças. O que custa à igreja presente e futura, não somente a superficialidade e a falta de conhecimento de fatos bíblicos, mas também a falta de fundamentação doutrinária acerca de Evangelho, Trindade, divindade e humanidade de Cristo, e todos os demais temas essenciais para que as crianças conheçam a Deus e Sua Palavra verdadeiramente.

E voltando ao caso do casal em si, o que aconteceu ontem foi realmente terrível. Eles perderam muito. Mas se você acha que estou me referindo somente ao milhão de reais, você ainda não entendeu a real situação em que eles se encontram (e todos aqueles que desprezam a Bíblia). Porque a ignorância bíblica de tais pessoas não lhes custou somente a perda de dinheiro, mas lhes custou principalmente a perda de alegria na vida e na eternidade: na vida, porque a falta de conhecimento das Escrituras indica a falta de comunhão com Deus, e logo, a falta de amor, alegria, paz e esperança. Elas são totalmente miseráveis porque não possuem o único tesouro genuíno: Cristo Jesus; e na eternidade, porque a falta de comunhão com Cristo- o caminho, a verdade e a vida, e somente por quem há acesso ao Pai- os levará a passar a eternidade ausentes de Deus e sob a Sua santa e terrível ira...

Que Deus tenha misericórdia desse casal e de todos aqueles que não amam a lei do Senhor. Pois sabemos que somente Deus, através da convicção ministrada por Seu Santo Espírito por meio da pregação do Evangelho, pode produzir fé e amor por Sua Palavra nos corações.

"A salvação está longe dos ímpios, pois não buscam os teus estatutos" (Salmo 119.155).

Que Deus seja glorificado.



6 comentários:

Mario Sérgio disse...

Caro Nilton!

Infelizmente a pobreza de conhecimento da Bíblia se reflete em muitas perdas espirituais e morais. Parabéns pelo "gancho" que você fez desse programa de ilusão pública.

Abraços para toda a equipe do Geração que Lamba.

Nilton Rodolfo disse...

A paz do Senhor Mario Sérgio!

Obrigado por sua participação no GQL. É sempre edificante.

Um abraço!

Mario Sérgio disse...

Sempre é um prazer participar desse espaço de edificação cristã! Um grande abraço!

Antonio Batalha disse...

Vim visitar seu blog, desejar de todo o coração que continue a ser uma benção, e que se deixe usar pelo Grande Mestre.E ao mesmo tempo desejar um natal feliz, também convidar você a fazer parte de meus amigos no blog, "A Verdade Que Liberta", unidos em Cristo somos uma verdadeira muralha contra qualquer calamidade, espero por sua visita. Um abraço.

Raidson Jenner Negreiros de Alencar disse...

Caro Nilton,

Como vc deve saber, fui coordenador da missão com crianças por mais de 2 anos no TC e durante este período uma coisa ficou mais do que constatada por nós. O ministério com criança é extremamente desvalorizado. Não se investe nas crianças, existe carência de obreiros, a missão co crianças é a mais ignorada de todas etc. Quando vc diz que colocam pessoas despreparadas, preciso fazer justiça aos abnegados obreiros que se dedicam a esse ministério. Se não existe pessoas mais preparadas, não é por que "colocam" pessoas despreparadas, mas sim por que ninguém quer dedicar-se ao ministério infantil e temos que fazer o que se pode fazer com aqueles que se dispõem a trabalhar. É lamentável. Vc não imagina as barras que tivemos que carregar sem apoio de ninguém...

Nilton Rodolfo disse...

Olá Pr. Raidson,

Quando escrevi "Não podemos mais permitir que as crianças sejam desprezadas em nossas igrejas. E isto implica em algo bem simples: parar de colocar um monte de professores despreparados para ensinar as crianças." não quis dizer que todos são despreparados. Pelo contrário, também quero fazer justiça aos que trabalham de modo fiel à Deus neste tão importante trabalho.

E enfatizo também que as crianças não devem ser desprezadas em nossas igrejas.

Que Deus nos ajude e nos use para conduzí-las em Seu caminho.

Um grande abraço.